sábado, 23 de julho de 2016

Pensamentos financeiros para o 2º semestre e para o início de 2017!

Final do mês chegando e cá estou eu, remexendo algumas coisas, já que a LCI expirou dia 21.
A rentabilidade era diária, mas a taxa de apenas 84% do CDI. Banco do Brasil. Gostava pela rentabilidade diária, com liquidez D+0 (pediu pra sacar, está disponível na hora na CC).
A nova LCI do banco não tem liquidez diária, e a rentabilidade é de 70 ou 75% do CDI (nem me importei, por ser ridiculamente baixa).

Bem, me foram creditados R$ 57.570,70 na conta.
Destes, estou pensando em realocar uns R$30 mil em renda fixa (pré-fixado preferencialmente - algo próximo a 14%, portanto CDB, já que TD caiu bastante) e outra parte em renda variável.
Venho me questionando se aportarei numas Ações ou mais em FII (já deveria ter mexido na carteira há 5 meses, quando passei a pesquisar mais... Perdi um pouco da subida, mas faz parte).

Como troquei de carro esse ano, pensei em comprar algum CBD, uns R$ 7.000,00, para 5 anos. Assim troco de carro em 2021, sem mexer muito no bolso.

Bem, vamos ao tema do post: pensamentos financeiros para o final do ano e para o início de 2017.

  • Total de patrimônio até 31DEZ16: R$ 220.000,00
    • Vou precisar aportar mais um pouco;
    • Tenho uns R$ 400,00 de restituição de IRPF para o final do ano;
    • Uma parcela do 13º para receber, que será aportada (quase) totalmente.
Bem, dando tudo certo nesse aspecto, já estarei bastante feliz, já que troquei de carro por um que me atenderá muito bem nos próximos anos. Considerando o cenário atual, o tempo que perdi esse ano, os aportes que estou fazendo nos meus estudos, bem poderá ser considerado um ótimo ano!

Outras duas questões tem passado pela minha cabeça, de maneira bastante insistente.

Uma delas é quanto a possibilidade de poder vender umas férias extras:
Gosto muito de aproveitar minhas férias, mas considerando que a época de estudos até 2021 será intensa, 30 dias de férias regulares + feriados nacionais parecem-me suficientes para descanso (dentro da minha proposta, claro).
Se vender 30 dias de licença extra no ano que vem, poderei aportar uns R$ 5.000,00 a mais num mês, o que pode ser bastante útil no futuro.

A outra questão é um prêmio que recebi. Ganhei um bem, que vale uns R$ 12.000,00. Uma joia. Não a utilizo, já que não quero ser roubado e perdê-la. Além disso, não costumo frequentar lugares em que fica bem (natural) chegar com uma joia dessas, na maioria dos lugares, pareceria um funkeiro ostentação aushuahushuahsua.

Já que estou sem relógio (e gosto muito deles), estou pensando seriamente em vender essa joia, aportar R$ 10.000,00 e comprar 2/3 bons relógios no exterior (que sairia o preço de apenas um aqui). Um bom pra sair e um pro dia a dia.
(PS: um bom relógio, que se compra no exterior por R$ 600,00, pode durar facilmente uns 10 anos ou mais).

Tenho algum tempo para resolver essas questões. Quando tiver novidades, posto aqui pra vocês.

6 comentários:

  1. Parabens pela excelente rentabilidade! A renda fixa é o meu porto seguro!

    Rumo a independencia Financeira

    Já esta no Blogroll

    Boa sorte amigo


    Bons ventos e Mares Tranquilos!

    ResponderExcluir
  2. Idem Marujo, mas comecei a migrar um pouquinho para RV.
    O Objetivo é daqui a algum tempo ter 30% em RV.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns FPI pelo blog, vou estar acompanhando, vou te adicionar no meu blogroll.

    ResponderExcluir
  4. Que show receber uma jóia assim do nada! Só toma cuidado com a taxação da receita federal, não tá passando quase nada sem taxar agora. Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe... Na verdade foi quase isso.
      Ganhei como premiação, por um trabalho que fazia. Já faz algum tempo.
      Mas está tudo regularizado.
      Aliás, sempre recomendo que mantenham todos os bens devidamente registrados. SOu contra sonegação.

      Excluir