segunda-feira, 21 de agosto de 2017

[DIY] Fazendo seu smartphone durar mais e economizando

Bem, tem como fazer o smartphone durar mais? Claro que sim, desde que o hardware* dele esteja ok. E algumas dicas podem ajudar muito nesse ponto.
Vale lembrar que os atuais aparelhos intermediários atendem a grande maioria dos usuários. Se for comprar um dos "Intermediários Premium", o processador Snapdragon 660 é muito superior os 652, 630 e 625; 3 Gb de RAM é decente, 4 Gb é altamente recomendado. Memória interna, 16Gb é o mínimo!

*hardware - parte que você chuta (os componentes físicos).

Dica #1 Use app alternativos ou versões mais leves

Usar app alternativos ou versões específicas para hardwares menos potentes podem fazer muita diferença no dia-a-dia.O app do facebook, por exemplo, drena sua vida bateria muito rapidamente. Alternativamente, você pode usar o facebook light, o metal, o fella, ou ainda a versão web.
Vários aplicativos, além do facebook, oferecem as versões light, como é o caso do twitter, Skype, Messenger, o buscador do google (search test app) e Instagram.
Há também aplicativos alternativos. Por exemplo, pra câmera, você pode usar o Open Camera ou o câmera 360 Lite, para galera o QuickPic.

Eu gosto muito de usar "lauchers" também. Elas que dão a "cara" do sistema. Gosto da Nova Laucher (uso a versão paga), há que goste da Apex Laucher, Pixel Laucher, entre tantas outras.

Desta forma, a bateria e a fluidez do sistema ficarão bem melhores e você conseguirá usar seu smartphone de forma satisfatória por mais tempo :D

#2 Troque a ROM


Ao trocar a ROM do seu aparelho, busque uma versão estável, testada por várias pessoas, assim você terá um celular mais atualizado, seguro e rápido.

ROM do smartphone é o sistema operacional dele. O android é um sistema aberto e qualquer um de nós (com um pouco de conhecimento, claro) poderá modificar o sistema.
As empresas precisam vender mais aparelhos, que elas lançam toda hora. E isso gera alguns problemas, como o excesso de lixo, a obsolência programada e a ilusão pro consumidor.

A questão do lixo não vou ficar tratando aqui, apenas lembre-se que, sob a perspectiva de mundo, não existe "fora" (não há como jogar fora).

A obsolência programada é quando a empresa faz seu celular ficar obsoleto desnecessariamente, pois ele poderia entregar muito mais, só que ela não oferece mais atualizações, não otimiza o sistema para aquele modelo de aparelho, etc.
Os "ciclos" dos smartphones atuais são de aproximadamente 18 meses. Ao colocar uma ROM alternativa, você dribla esse problema e mantém seu aparelho atualizado por muito mais tempo. O meu foi lançado em 2014 e vou usar até gastar.

Além disso, vendem ilusão pro consumidor. Por exemplo, a mudança do Moto G4 pro Moto G5, em termos de hardware é muito pequena pra justificar a troca. Comprar um bom smartphone, com uma boa comunidade de desenvolvedores, de um modelo global (há modelos que são lançados em poucos lugares, ou com variações, que dificultam as atualizações - como é o caso dos aparelhos com receptor de TV), pode custar um pouquinho mais no início, mas te fazer ficar por mais tempo com o aparelho e encontrar peças de reposição mais facilmente.

As ROMs alternativas (custom ROMs) mais conhecidas, em termos gerais, são a CyanogenMod, a Slim Bean (bem leves), AOKP e ParanonDroid. Claro que cada aparelho se dá "melhor" com uma ou outra versão. Eu costumo consultar as comunidades nacionais no facebook e google+, bem como acompanhar os fóruns do XDA-Developers, onde tem muita coisa.

COMO FAZER (tutorial genérico): OBS: não nos responsabilizamos por danos causados no seu aparelho.

1. Pesquise qual ROM irá utilizar pro seu aparelho (pesquise pelo modelo específico - vá em configurações -> sobre o dispositivo e veja o modelo exato). Enquanto isso, deixe seu smartphone com a bateria cheia.

2. Faça um backup de tudo que há no seu aparelho (os dados serão deletados). Face backup na nuvem das conversas do WhatsApp, dos contatos na conta google, assim como as fotos. A lista de aplicativos, você não precisa se preocupar, o assistente de instalação te mostra quais estavam instalados e você pode mandar reinstalar todos ou apenas alguns.

3. Pesquise no google (ou preferencialmente no youtube, preferencialmente) "como desbloquear bootloader" + modelo do seu celular. Para alguns aparelhos isto não é necessário. Inicie o procedimento com a bateria completamente carregada. (Exemplo com o Moto G 2015, porque a Motorola é chatinha - PS: já inclui os passos 4 e 5)

4. Instale um custom recovery - geralmente o TWRP (atente para o modelo do seu aparelho). Esse aplicativo torna as próximas instalações bastante fáceis e práticas, porque nas próximas vezes que quiser atualizar seu aparelho com ROM customizada não precisará desses passos :D Aqui você ainda precisará de um computador. Depois não mais.

5. Faça o root no seu aparelho (preciso repetir que precisa ter atenção ao seu modelo exato ?!): o ROOT é o superusuário. Com ele você pode fazer 1 milhão de coisas no android. Depois você pode remover isso, mas a verdade é que deixará tudo mais interessante. Em regra, você só precisará baixar um arquivo, jogar no celular, entrar no TWRP, instalar o APP e reiniciar o aparelho (falei que ficaria fácil).

6. Instalar a ROM propriamente, ou como dizem, "flashear" a ROM. Se necessário, baixe também o Open GApps (recomendo a versão "Stock") Faça o download da ROM escolhida (já sabe quanto ao modelo do aparelho, não é mesmo?). Entre no recovery (TWRP), faça "wipe" limpeza (wipe factory reset). Depois, é só jogar os arquivos na memória do smartphone (ou usar um pendrive OTG, que liga na USB do celular) e instalar, primeiro a ROM, depois o GAPPs e, por último, reiniciar o aparelho (PS: vai demorar vários minutos a primeira vez q ligar. É normal).

"Full Wipe" - apagando tudo. Até a memória interna. Depois de fazer isso você conecta o aparelho no PC e move a ROM e o GApps para a memória interna.
Com os arquivos na memória, vá em "Install", escolha primeiro a ROM, depois em "add more zips", escolha o GAPPs, por último deslize o dedo no "swipe to confirm flash". SEJA FELIZ.
7. Aguarde até o aparelho reiniciar, logue com sua conta google e use um aparelho com o melhor que ele tem a oferecer.

#3 Troque a bateria

Com o tempo, a bateria do seu aparelho perde a capacidade de reter carga (é como se fosse um jarro com água que acumula detritos no fundo cada vez que você o enche; depois de um período, ele parece cheio de água, mas tem menos líquido, porque os detritos ocupam um pouco do volume do jarro).

Nesse aspecto, vejo apenas 2 alternativas viáveis: (1) troque por uma bateria original, comprada em loja de confianças, preferencialmente uma autorizada (é caro, mas faz muita diferença; o mercado está lotado de baterias falsas, não cometa o mesmo erro que eu); (2) troque por uma bateria alternativa de alta capacidade (já fiz isso, o aparelho fica gordo, mas a bateria era o dobro da original) - ex: bateria zerolemon, sendo que pros modelos mais novos, é um case externo (você tira quando quiser).

#4 Configure para otimizar o uso do aparelho

Com root no aparelho, você pode procurar um programa pra editar o kernel (procure no google, pois varia conforme o modelo) e baixar a frequência mínima em repouso e fazer undervolt (diminuir a voltagem) em 15mV em todas as frequências (se ficar instável, vá para -10 mV, -5 mV, se nada funcionar, mantenha a original). Deve baixar o app "Hybernate my CPU" e habilitar, pois quando desligar a tela e coloca os clocks dos processadores no mínimo. Isso poupará energia.

Você pode usar o app Greenify e melhorará o uso da bateria (também uso a versão paga).
Você pode desligar os dados móveis e ativar a economia de energia quando estiver usando WiFi;
Pode manter o brilho no modo manual, entre 50 e 75%.
Se o Wifi estiver consumindo muito, vá em configurações, wifi, clique na engrenagem no canto superior direito, desabilite "notificação de rede" e pode desabilitar também "manter wifi durante inatividade" (marcar nunca) - OBS: quando a tela estiver desligada, obviamente, desligará o wifi.

Além disso, você pode habilitar a função desenvolvedor, entrar nela, e em "desenho" desabilitar as escalas de animações. Tudo vai abrir muito mais rapidamente.

------------

É isso galera, espero que essas dicas sejam úteis e façam vocês consumirem menos, economizarem mais e manterem seus aparelhos bastante funcionais.

Até mais!

22 comentários:

  1. Ótimas dicas FPI. Já tava ficando atento ao meu smartphone, por está ficando obsoleto. E tenho um tablet que já nem usava mais direito porque nada dá nele. É como se tivesse totalmente desatualizado pra qualquer aplicativo, vídeo, jogo, tudo. Vou tentar esse método que você falou pra ver se ele pega uma vida de novo. Valeu!

    Abraços o/
    Diário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diário, na maioria dos casos temos uma grande sobre vida. Abc

      Excluir
  2. Muito bom! Nunca tinha pensado nisso. Obrigado por contribuir com a comunidade

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa SB,
      por nada.
      Espero ter sido útil em alguma coisa.

      Abc

      Excluir
  3. Muito bom FPI!

    Adiciono como complemento aos apps lights, formatar o aparelho e sempre deixar espaço livre (no minimo uns 300MB) Isso ajuda também! :D

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. É preciso mesmo ter algum espaço livre.
      Eu reinstalo meu aparelho de tempos em tempos, e agora, quando você loga sua conta google, já aparecem os apps que estavam anteriormente instalados, o que facilita muito.

      Abc

      Excluir
  4. Sou da linha de gastar um pouco mais e usar o tempo para estudar outras coisas. Sou applemaniaco e não passo perrengue com iphone nem com mac, aliás desde 2012 eu não sei o que é vírus e acredite, economiza um baita tempo se não precisa ficar se preocupando em pesquisar melhorias pros aparelhos kkkk.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "desde 2012 eu não sei o que é vírus"

      Sabe de nada inocente. Agora os iphones estão sendo mais visados, por geralmente serem usados por uma parcela da população com maior poder aquisitivo. Vira e mexe saem notícias de vírus e golpes endereçados a Iphones e afins da Apple.

      Excluir
    2. BPM, não curto iPhone =/ Quem sabe num futuro, acho um ótimo aparelho (embora muito caro), mas não gosto dele. Sem explicações técnicas, é gosto mesmo.
      Já quanto ao MacBook, só elogios.
      Não me preocupo muito com vírus no celular, mas sim em mantê-lo atualizado por questões de segurança, mas não uso antivírus no aparelho.
      Os usuários de iPhone podem ser classificados em 2 grupos (claro que existem milhares de outras classificações): os que comprar um aparelho e usam até acabar (3 anos, em média), ou os que compram aparelhos novos a cada lançamento (mas só pra usar WhatsApp e facebook).

      Anon,
      realmente iPhone também está no foco, mas um pouco menos que Android, justamente pq há mais aparelhos com Android do que Iphones em uso.
      Esses aplicativos de golpes (seja "vírus", "worms", "phising scan", ETC) nem sempre buscam dinheiro diretamente. Mas concordo com você que TODAS as plataformas possuem suas vulnerabilidades.

      Abc

      Excluir
  5. Ótimas dicas FPI,

    Vou fazer um teste no meu smartphone que está péssimo.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Cowboy.
      Faça uns testes sim cara.
      Dê uma pesquisada se tem ROM alternativa pro seu aparelho, pode ser que seja o mais viável pra vc.

      Abc

      Excluir
  6. Ótimas dicas, FPI!

    Eu tenho um iPhone 5S já faz mais de três anos. Ele está com a bateria bem ruim e o conector do cabo USB está com mal contato. Vou gastar 70 reais com uma bateria nova e um flat cable com o conector novo. Eu mesmo troco em casa. O celular continua com um desempenho muito bom para o meu uso diário e tudo funciona muito bem ainda.

    Quero dar uma sobrevida pra ele de pelo menos mais dois anos.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Wannabe. É isso ai, não curto iPhone, mas (verdade seja dita) os aparelhos são muito bons.
      Quanto à bateria, procure em fornecedor oficial. Todo mundo que eu conheço que comprou alguma outra acabou se arrependendo.

      O desempenho dele é mais otimizado em comparação ao Android pois a apple controla hardware e software, alinhando-os. Infelizmente otimizam menos para as atualizações mais novas, encaminhando os consumidores para os novos aparelhos.

      Mantenha o aparelho com você por tanto tempo quanto for possível, assim quando trocar pega um bem atualizado e que dure mais um longo período.
      Abc

      Excluir
  7. Tenho meu galaxy Y desde julho de 2012, devo trocar ele? Será que ele pode explodir pelo tempo de uso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se está te atendendo você não deve trocar.
      Leve sempre as coisas o máximo de tempo que puder. Use até gastar. Recomendo ler o texto do seguinte link: https://funcionariopublicoinvestidor.blogspot.com.br/2016/08/fazendo-as-coisas-gastarem-minha-lista.html

      Explodir pelo tempo de uso, desconheço. Mas o fato é que qualquer aparelho eletrônico pode explodir. Basta um gravíssimo defeito que provoque isso. Apenas por uso é basante improvável.

      Abc

      Excluir
  8. Fala FPI,

    Meu celular estava uma porcaria, perdendo desempenho e o bluetooth deu problema.

    Resetei ele, instalei aquilo necessário, e agora esta bem melhor e com bluetooth funcionando.

    Abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, instalar e remover aplicativos, desligamentos inadequados, ou atualizações que se corromperam acabam por atrapalhar o bom uso do aparelho.
      Depois de um tempo o desempenho mingua, mas parte disso é em razão dos aplicativos que carregam junto com o aparelho.
      Eu busco desativar que vários apps carreguem com o início do sistema.

      Abc

      Excluir
  9. FPI, o app "Hibernate my CPU" é falso.. ele não faz coisa nenhuma, é um daqueles aplicativos pro desenvolvedor ganhar dinheiro mostrando propagandas.

    Os aplicativos L Speed (ou Root Booster) e o Trimmer (fstrimmer) já são mais que suficientes pra dar uma otimizada no aparelho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon, escreva mais sobre a questão dos apps.
      O HMC precisa ser conjugado com ajustes do kernel para chegar a um clock mais baixo. PARECE que funciona, mas gostaria de saber mais sobre sua visão de que é um app falso. Fiquei interessado.

      L Speed é bem conhecido mesmo. O Trimmer não conheço.
      Se tiver algum material a respeito, fico agradecido.

      Abc

      Excluir
  10. "Hardware é o que você chuta.
    Software é o que você xinga."
    Hahaha
    Adoro meu Moro G 2013 (sim, o primeiríssimo!) porque o Android é muito leve. Cheguei a comprar um Asus, mas além de parecer uma bandeja (5.5''), a Zen UI era muito cheia de coisa e a bateria não durava o tanto q eu gostaria por conta disso... Estava com planos de rotear, mas enchi o saxo e resolvi voltar pro Moto G, mesmo sem poder jogar Pokemon G, hahaha.
    O problema pra mim é a falta de espaço, só tenho 8Gb, mas gosto mto desse smartphone. A saída que encontrei foi consertar a tela de um Moto X (1 tb) que tinha sobrando por aí e usá-lo. Pagar pelo serviço seria quase 500 reais, mas comprando pelo ML e trocando em casa deu menos de 200.
    Vou usar essa desgracinha até apodrecer hauhau.
    Não vou negar que um celular novo e moderno é maravilhoso, adoro gadget recém comprado, mas tb eh ótimo usar o celular apenas como ferramenta e n se importar mais com capinhas, frescurinhas e se ele vai cair no chão. Se meu celular novinho leva um tombo, eu choro antes mesmo de ver o estrago, com esse aqui, se cair eu só penso "tomara q n tenha quebrado pq vai ser um saco ter q arranjar outro", hahaha.
    Ando numa fase desapegada, vai ver isso. Depois q passar essa fase minimalista/mão de vaca provavelmente eu vá comprar um modelo bom (esses q citei eram bons à época, n top de linha, mas bons) e caro. Mas ando me afastando tanto dessa coisa tecnológica que é bem possível que eu opte por outro Moto, só pelo Android mais Levinho e por ter preguiça de customizar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E abapha esse monte de erro de digitação aí, n sei nem como consegui escrever algo tão coeso fazendo outras coisas ao mesmo tempo, Hauah.

      Excluir
    2. Ai sim Ryca, mandou bem. O moto X é mesmo bom.
      Por vezes fico em dúvida entre um flagship e um intermediário (principalmente com os atuais "intermediários premium"), confesso que não sei exatamente o que fazer.
      Como já disse outras vezes, sou fanático por tecnologia, então não consigo muito me desapegar disso, mas venho tentando. Hehehehe...

      Depois vou postar sobre meus erros e acertos quando importei os produtos a pouco mais de um ano atrás, porque cometi um erro de iniciante quanto ao smartphone.

      Quanto ao android puro, também gosto bastante.
      Você consegue a ROM AOSP (Android Open Source Project) pra maior parte dos aparelhos. Acho que vale a pena testar.
      A função moto tela pode ser substituída por uma outra, que funciona de igual modo. Creio que valha a pena, a fim de manter o aparelho atualizado.

      Abc

      Excluir